All posts filed under: Selos

Introdução aos selos e seus respectivos donos com entrevistas dos mesmos

O Coletivo Amarrilha quer mostrar o potencial de São Carlos pra todo mundo

Amarrilha, segundo o dicionário, é “o cordão ou fio com o que se ata alguma coisa”. Com o mesmo nome e inspiração, nasce em São Carlos, interior de São Paulo, o coletivo composto por Ana Claudia Caixeta, Ana Julia Lima, Andre Amadeu, Bruna Moraes, Bruno Barbato Jacobovitz, Giovani Bogas, Guilherme Leone Vila, Julio Bertacini e Malu Tinôco. Para fazer uma boa utilização do cordão que os une, o Amarrilha surge com a proposta bacaníssima de priorizar os artistas da região e todo o interior, além de levar rolês de todo o Brasil para lá. Bom, vocês sabem que o Autonomia ama essa galera que descentraliza os eventos das capitais, né? Pois é. Foi por isso que a gente trocou uma ideia com esses jovens incríveis falando sobre o próprio coletivo, os rolês que eles armam e a cena independente atual. Também lançamos com exclusividade a live da Paola Rodrigues , da Geração Perdida de Minas Gerais, gravada pelo Coletivo, que você pode conferir no final do texto. Autonomia:  Quais os melhores shows que vocês já viram? Malu:  …

A Cosmoplano Records não quer dominar o mundo, mas já tá fazendo muito por ele

Talvez eu seja meio suspeita pra falar, mas durante uma das minhas últimas viagens ao Rio de Janeiro eu estava conversando com um amigo e ele me contou sobre a proposta da Cosmoplano e o quanto era encantado com isso. Disse que o intuito do selo era levar música para a Baixada Fluminense, coisa que não acontecia frequentemente, visto que a concentração de eventos de música independente no Rio é basicamente centro e zona sul. Aí tal encanto passou para mim a ponto de, entre tantos selos incríveis por aí, ter a responsa de falar sobre ele. Conversei com a Deb e ela me contou um pouco mais sobre o selo. A Cosmoplano foi fundada em 2016 pela Deb e pela Duda e funciona lá na Baixada Fluminense, mais especificamente em Mesquita. Segundo a Deb, mesmo tendo as duas como responsáveis, o selo sempre conta com a ajuda de alguns amigos, os quais sempre estão dispostos a fazer a coisa andar na mesma proporção que as meninas. “Tenho um home studio bem improvisado na baixada …