Autor: Beatriz Brito

Chico de Barro

A Chico de Barro tem muito a nos dizer sobre suas influências da música

Definitivamente, uma das surpresas do cenário independente do último ano foi o trio carioca Chico de Barro, que despontou há um ano com o single “Nogueira”, e lançou o primeiro EP de mesmo nome em Janeiro, pelo selo também carioca Efusiva. A mistura de MPB e post-rock traz aquele toque lo-fi aos nossos ouvidos, culminando numa verdadeira salada de influências. A banda começou Nathanne Rodrigues (guitarra, baixo, vocal), Luiz Monclar (teclado) e Pedro Millecco (bateria), e hoje conta com Pedro Martins (baixo) no lugar de Luiz. Não deixam de ser uma tríade harmoniosa que tem feito um trabalho honesto desde 2011. O EP Nogueira, gravado de forma totalmente caseira, traz um punhado de composições sinceras de Nathanne. O Autonomia conversou com eles sobre o que os influenciou na música, lembranças da infância e o futuro do trio. Vocês foram crianças musicais? Quais álbuns foram mais marcantes na infância de vocês? Nathanne Rodrigues: Eu andava sempre com um violãozinho de brinquedo pra cima e pra baixo… até que um dia, minha avó apareceu com um cavaquinho de presente. Eu fingia que era um violão …